Tags

, , , ,

A coleção do Roberto Cavalli mal chegou às araras da C&A (o lançamento foi ontem e eu ainda nem consegui ir lá nem que seja só pra ver os preços das coisas), e já rola expectativa em torno da próxima ~parceria de luxo~ da fast fashion: PatBo!

Há uns dias atrás foi divulgado o vídeo promocional dos bastidores da Collection da PatBo pra C&A, e ontem surgiram algumas fotos e informações sobre a parceria, que chegará às lojas no dia 19 de novembro.

bastidores do shooting da coleção de festa da PatBo para C&A

Isso mesmo: daqui duas semanas já vai ter coleção fresquinha, cheia de bordados, nas araras de muitas C&A’s pelo Brasil. Prevejo a mulherada pirando, e ainda não sei se vou encarar (se bem que eu já tô mega apaixonada pelo arco de spikes da foto aqui de cima e não poderei ser julgada se estiver lá na porta da C&A no dia 19 esperando a loja abrir pra garantir um desses pra mim).

Antes de continuar falando da coleção, um pouquinho de história: a marca Patricia Bonaldi, que leva o nome da estilista, foca suas coleções no trabalho manual, o que garantiu o seu status de queridinha das ~celebs~ brasileiras. Por sua vez, a marca PatBo é a “irmã mais nova”, que tem roupas mais jovens, com os mesmos bordados, mas também peças de alfaiataria. Isso tudo deixa a marca um pouco mais fácil de ser reproduzida na versão fast fashion.

Rumores indicam que é uma das coleções mais ricas já produzidas em parceria com a C&A. Entre vestidos, casaquetos, saias, blusas, camisas, blazers, saias, shortes, calças e acessórios (clutchs bordadas, cintos, tiaras…), serão 48 peças com preços entre R$49,90 e R$690,00. A proposta da coleção é mais refinada, e aí retomamos aquela discussão que eu já levantei no post sobre o preview que eu vi do Cavalli: a coleção não tem o preço padrão da C&A, mas, se comparada com os preços praticados nas flagships das marcas, é, sim, bem mais acessível. É tudo uma questão de decisão, porque tem gente que não pode comprar na loja própria da PatBo e prefere investir numa peça de fast fashion com o nome da marca do que nunca ter um design da artista (porque é inegável que Patricia Bonaldi é uma artista de mão cheia).

~criadora e criatura~

Estou, sim, curiosa e ansiosa pra conferir a coleção nas araras. Quero ver se as peças serão bem feitas e se terão o cuidado que um bordado de luxo precisa pra ser bonito. Não sei se terei coragem de investir em uma das peças logo no lançamento, mas se der pra comprar a tal tiara que eu amei, não vou reclamar!

Anúncios